Exibindo 1–12 de 103 resultados

AGENTE Nº 18

R$ 50,00

Recolher no duplo sentido da palavra. Eis o propósito da Agente 18 que vocês têm entre as mãos. Colhe os frutos do trabalhado em 2018 na Seção Bahia da EBP e reúne intimamente o que de outro modo permaneceria disperso. Também nos servimos do sentido dicionarizado de deixar o lugar onde se estava, para ir abrigar-se, ficar sozinho num local privado, íntimo. A intimidade opaca da vida de momentos de vida da Seção Bahia nesse objeto êxtimo que oferecemos para vocês leitores.

Agente n.18 Revista da Seção Bahia da Escola Brasileira de Psicanálise, 2019.

Sale!

CORREIO 81

R$ 40,00 R$ 34,99

DESAFIOS DE LEITURA

O que pode querer dizer-nos esse fundamento histórico-politico a  não ser da possibilidade de saber ler sobre qual real se funda o que é hoje a psicanálise de “orientação lacaniana”…

A documentação recopilada dos arquivos de Jaques Lacan confirma as desavenças sobre as quis foram instituídas a fratura institucional, a formação do do analista e a pragmática da Psicanálise, e que constituíram seu principal fundamento…

Sale!

Correio 80

R$ 40,00 R$ 29,99

A Psicanálise Em Tempos Opacos.

Há os tempos  felizes, os sombrios, os revigorantes, os calmos e aqueles turbulentos, mas é o significante “opaco” o que parece melhor dizer da tessitura pouco permeável à significação desse tempo que é o nosso, a galopar ensandecido; e da deriva dos gozos a se alstrar em diferentes campos e vertentes, não nos permitindo reviver, por ora,  letra da linda canção de Gilberto Gil, que, em seu álbum Refavela, lançado em 1977, poeticamente embalado por kairós, entoava “O melhor lugar do mundo é aqui e agora”…

CORREIO 82

R$ 40,00

As Ressonâncias dos Discursos.

“Vivemos em um mundo inteiramente Unheimlich” . O corpo, a tecnica, o judeu, a feminilidade, figuras do Unheimlichkeit que Jean-Luc Nancy convida alternadamente à sua reflexão, a fim de interrogar o mundo no qual vivemos. elas são o signo de uma época conturbada, que vê declinar a ordem simbólica, bala as relações sociais e “remodela os grandes aspectos da vida”? Da experiencia do estranho ao mais intimo – com o transplante, as figuras de alternidade rejeitadas pelo corpo social, o judeu, o feminino, do real do sexo ao incontrolável do Trieb.

Sale!

Correio 79

R$ 30,00 R$ 24,99

PSICANÁLISE E POLÍTICA.

O inconsciente não conhece o tempo, mas psicanalise, sim. A psicanalise dá o que Stendhal chamava de ‘audácia de não ser como todo mundo’ .  Agora, hoje em dia, todo mundo aspira não ser como todo mundo. Este era, indubitavelmente, o caso de Lacan, e seu modo de não ser como todo mundo foi, por outro lado, frequentemente  criticado.

Sale!

Correio 78

R$ 30,00 R$ 24,99

Dizer Sobre O Parlêtre.

[…] façamos a aposta de que analisar o parlêtre é o que já fazemos, resta-nos saber dize-lo.

Parlêtre é nome novo para o inconsciente conceitualizado a partir da fala que inaugura o ser e o separa de seu corpo, tal como nos propõe Miller em sua leitura do ensino de Lacan.

 

 

Sale!

Correio 76

R$ 30,00 R$ 24,99

Às vezes a dispersão tem a força da proliferação, da extensão crescente ainda que seja em uma forma desordenada. A dispersão pode ser também um bom modo de encontrar o inédito no mais variado e fora da norma. De fato, nas Matemáticas da dispersão de seu valor médio, ou seja, os que tendem a ser uma exceção.

Sale!

Correio 75

R$ 28,00 R$ 22,99

MALLARMÉ

[…] Mallarmé: Uma crise de verso e um lance de dados… 

…”Um lance de dados jamais abolirá o acaso”…

Sale!

CORREIO 74

R$ 19,50 R$ 14,99

Ensino do Passe: Testemunhos Sobre a Época.

…Apreendam-se melhor as coordenadas do desejo do analista pela mutação do desejo de saber, notadamente pela renuncia ao saber absoluto sobre o significante do gozo. Mais o analisante toca a singularidade de sua estrutura, mais ele aborda os casos clínicos de sua pratica sem o conforto de um saber-fazer estandardizado…

 

Sale!

Correio 72

R$ 25,50 R$ 19,99

Psicanalista -cidadão, Sinthoma e corpo.

Entrevista com Agnès Afalo

-Qual relação entre a instrumentalização da psicanálise pela igreja  a hospitalização forçada de uma psicanalista?

No prefacio que redigiu Du Mariage et des psychanalystes, o senhor escreve que, diante de certas posições, “nós nos vemos obrigados a dizer não”. Como o senhor concebe o psicanalista cidadão? Haveria um modo especial de ser cidadão quando se é psicanalista?

Sale!

CORREIO 73

R$ 19,50 R$ 14,99

A SUPERVISÃO.

A questão é como dr um alento que implique causar o desejo de supervisionar, Nos Conselhos sempre se considera esta questão. tenho visto que quando se faz alguma atividade, o que se produz é um “Vamos, vamos! Há que supervisionar” , o que não é suficiente.

Sale!

CORREIO 70

R$ 25,50 R$ 19,99

As profecias de Lacan.

[…] O principio do “tudo-cifrado” é o “Um”. Sem o “Um” nossos cálculos não existiriam e, desde então, eles estão em toda parte: na vida cotidiana, na politica, na ciência, na medicina, na economia, na livraria, no espetáculo, em todos os campos da atividade humana.