Referências em Freud

FREUD, Sigmund. Primeira lição. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1910/1970. v. 11, p.18.

FREUD, Sigmund. Segunda lição. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1910/1970. v. 11, p.26.

FREUD, Sigmund. A interpretação dos sonhos, parte 1. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1900/1972. v. 4, p.20, 69 e 137.

FREUD, Sigmund. A interpretação dos sonhos, parte 2. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1911/1972. v. 5, p.385.

FREUD, Sigmund. Três ensaios sobre a teoria da sexualidade. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1905/1972. v. 7, p.202.

FREUD, Sigmund. Fragmentos da análise de um caso de histeria. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1905/1972. v. 7, p.75.

FREUD, Sigmund. A história do movimento psicanalítico. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1914/1974. v. 14, p.32, 46 e 47.

FREUD, Sigmund. O mal-estar na civilização. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1929-1930/1974. v. 21, p.141.

FREUD, Sigmund. O esboço da psicanálise. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1938-1940/1975. v. 23, p.175.

FREUD, Sigmund. Conferência IX. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1915-1916/1976. v. 15, p.167.

FREUD, Sigmund. Conferência XII. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1915-1916/1976. v. 15, p.234.

FREUD, Sigmund. Conferência XVII. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1916-1917/1976. v. 16, p.313 a 315.

FREUD, Sigmund. Conferência XIX. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1916-1917/1976. v. 16, p.340.

FREUD, Sigmund. Dois verbetes de enciclopédia – A teoria da libido. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1922-1923/1976. v. 18, p.311.

FREUD, Sigmund. A questão da análise leiga. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1926/1976. v. 20, p.237.

FREUD, Sigmund. A dinâmica da transferência. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1912/1996. v. 12, p.111.

FREUD, Sigmund. O tema dos três escrínios. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1913/1996. v. 12, p.315.

FREUD, Sigmund. Recordar, repetir, elaborar. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1914/1996. v. 12, p.163.

FREUD, Sigmund. O Estranho. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1919/1996. v. 17, p.243.

FREUD, Sigmund. O Eu e o Isso. In: Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1923/1996. v. 19, p.71.

 

Referências sobre silêncio nos seminários de Lacan

LACAN, Jacques.  O conceito da análise. In: O semináriolivro 1, 3ª. ed. RJ: Jorge Zahar, (1986[1954]). p.323.

____. Do pequeno ao grande Outro. In: O Seminário livro 2. O eu na teoria de Freud e na técnica da psicanálise, 2ª ed. RJ: Jorge Zahar, (1987[1954/1955]).  p.252-3

___ . Tu és aquele a quem odeias. In: O seminário livro5. As formações do inconsciente, 1ª. ed. RJ: Jorge Zahar, (1999[1957-1958]).  p.507.

___. Antígona no entre duas mortes. In: O seminário livro 7. A ética dapsicanálise, 2ª. ed. RJ: Jorge Zahar, (1990[1957-1958]). p.334.

___ . O inconsciente freudiano e o nosso. In: O seminário livro 11. Osquatro conceitos fundamentais da psicanálise, 4ª. ed. RJ: Jorge Zahar, (1990[1964]). p.30-31.

___ . A pulsão parcial e seu circuito. In: O seminário livro 11. Os quatroconceitos fundamentais da psicanálise, 4ª. ed. RJ: Jorge Zahar,  (1990[1964]). p.170.

____ . Problèmes Cruciaux Pour La Psychanalyse, leçons 10 e 17 mar. In: Leséminaire livre XII, 1965 (inédito).

____ . La logique du fantasme, leçon 12 abr. In: Le séminaire, livre XIV, (2023[1967]).

____ . As duas vertentes da sublimação. In: O seminário livro 16. De umOutro ao outro, 1ª. ed. RJ: Jorge Zahar, (2008 [1968-1969]).  p. 219.

___ . Les non-dupes errent, leçon 11 jui. In: Le séminaire livre XXI, 1974 (inédito).

___ . RSI, leçon 11 fev. In: Le séminaire livre XXII, 1975 (inédito).

 

Referências sobre o silêncio em Lacan (fora dos seminários)

LACAN, Jacques. Meu ensino, Coleção Campo freudiano no Brasil. RJ: Jorge Zahar, 1967-1968/2006, p. 17, 58, 82

___ . O simbólico, o imaginário e o real. In: Nomes do Pai, 1ª edição. RJ: Jorge Zahar, 1953/2005, p. 26, 27, 45, 72.

___ . Introdução aos Nomes-do-Pai. In: Nomes do Pai, 1ª edição. RJ: Jorge Zahar, 1963/2005, p.72.

___ . O seminário sobre “A carta roubada”. In: Escritos, 1ª edição. RJ: Jorge Zahar, 1998, p. 60.

___ . Intervenção sobre a transferência. In: Escritos, 1ª edição. RJ: Jorge Zahar, 1998, p. 249-250.

___ . Função e campo da fala e da linguagem em psicanálise. In: Escritos, 1ª edição. RJ: Jorge Zahar, 1998, p. 303, 327.

___. Variantes do tratamento-padrão. In: Escritos, 1ª edição. RJ: Jorge Zahar, 1998, p. 349, 361.

___ . Introdução ao comentário de Jean Hyppolite. In: Escritos, 1ª edição. RJ: Jorge Zahar, 1998, p. 431, 447.

___ . Resposta ao comentário de Jean Hyppolite sobre a “Verneinung” de Freud. In: Escritos, 1ª edição. RJ: Jorge Zahar, 1998, p. 392, 399.

___ . A coisa freudiana. In: Escritos, 1ª edição. RJ: Jorge Zahar, 1998, p. 431.

___ . Posição do inconsciente. In: Escritos, 1ª edição. RJ: Jorge Zahar, 1998, p. 860.

___ . A psicanálise verdadeira e a falsa. In: Escritos, 1ª edição. RJ: Jorge Zahar, 1998, p. 179.

____, Conférences et entretiens dans les universités nord-américaines. Scilicet n.6/7, p. 22, nov. 1976.

 

Referências em JAM

MILLER, Jacques-Alain. Falar do silêncio, In: Silet – Os paradoxos da pulsão, Buenos Aires: Paidós, 2005,p. 11 e 12.

MILLER, Jacques-Alain. Las ficciones del Otro y del objeto. In: Extimidad. Trad. de Nora A. González. Buenos Aires: Paidós, 2017. p. 345.

MILLER, Jacques-Alain. El partenaire-síntoma. Trad. de Dora Gladys Saroka. Buenos Aires: Paidós, 2008. p. 131, 316, 317, 415, 424, 489.

MILLER, Jacques-Alain. A transferência. O sujeito suposto saber. In: Percurso de Lacan: uma introdução. 2. ed. Trad. de Ari Roitman. Rio de Janeiro: Zahar, 1988. p. 88.

MILLER, Jacques-Alain. A palavra que fere. In: Opção Lacaniana, n. 56/57,julho/2010, p. 70.

MILLER, Jacques-Alain. Le silence des passeur. In: Comment finissent les analyses. Paris: Navarin, 2022. p. 252.

MILLER, Jacques-Alain. El tiempo en el psicoanálisis. In: Los usos del lapso, Buenos Aires, Paidos, 2004, p. 17.

MILLER, Jacques-Alain. “Jacques Lacan e a voz”, In: Opção Lacaniana on-line nova série, ano 4, n. 11, julho 2013.

MILLER, Jacques-Alain. La fuga del sentido, Buenos Aires, Paidos, 2012, p. 139.

MILLER, Jacques-Alain. La interpretación ao revés. In: Entonces: “Sssh…”, Barcelona, Eólia, 1999, p 7-13.

MILLER, Jacques-Alain. Curso de orientação lacaniana “O ser e o Um”, aula X de 6 de abril de 2011 (Inédito).

MILLER, Jacques-Alain. Curso de orientação lacaniana “O ser e o Um”, aula VI de 9 de março de 2011 (Inédito).

MILLER, Jacques-Alain. O parceiro sintoma do homem e da mulher. In: O osso de uma análise + O inconsciente e o corpo falante. Rio de Janeiro: Zahar, 2015. p. 63.

MILLER, Jacques-Alain. O inconsciente e o corpo falante. In: O osso de uma análise + O inconsciente e o corpo falante. Rio de Janeiro: Zahar, 2015. p. 80.

MILLER, Jacques-Alain. Donc. Buenos Aires: Paidós, 2011.  p. 359 e p. 473.

MILLER, Jacques-Alain. Ação da estrutura. In: Matemas I. Rio de Janeiro: Zahar, 1996. p. 9 e p. 18.

MILLER, Jacques-Alain. Não há clínica sem ética. In: MatemasI. Rio de Janeiro: Zahar, 1996. p. 110.

 

Referências Bibliográficas sobre o silêncio, Éric Laurent

LAURENT, É. A psicanálise e a escolha das mulheres. Belo Horizonte: Scriptum Livros, 2012. p. 11, 14, 18.

_______ Os objetos da paixão. In: As paixões do ser. VII Jornada da EBP/Bahia. III Jornada do Instituto de Psicanálise da Bahia. Salvador: EBP/Bahia, 2000. p. 45-46.

_______ Los objetos de la pasión. Buenos Aires: TresHaches, p. 18, 20, 21.

_______ O passe e os restos de identificação. In: Opção Lacaniana On-line, núm. 8, julho 2012. Disponível em:  http://www.opcaolacaniana.com.br/pdf/numero_8/O_passe_restos_de_identificação.pdf

_______ A sociedade do sintoma: a psicanálise, hoje. Trad. de Vera Ribeiro.Rio de Janeiro: Contra Capa Livraria, 2007. p. 14, 15, 98, 99, 143, 144, 147.

_______ Entrevista concedida a Marcelo Veras e a Tânia Abreu sobre a nova ordem simbólica no século XXI, V Enapol, Rio de Janeiro de 9 a 12 de junho de 2011.

_______ A interpretaçãoordinária. Trad. de Gustavo Ramos e Leonardo Scofield. In: Revista Arteira On-line. Florianópolis: Escola Brasileira de Psicanálise Seção Santa Catarina, núm. 9, 2017. p. 11-24. Disponível em:  http://revistaarteira.com.br/images/pdf/Arteira-9.pdf

_______ Nem Ganimed, nem made in gay. In: Derivas Analíticas. Revista da EBP On-line, Edição 7, Fevereiro 2018.

_______ O real do sinthoma. In: Loucuras, sintomas e fantasias na vida cotidiana. Belo Horizonte: Scriptum, 2011. p. 41, 86.

_______ Un psicoanalista, interprete en la discordia de los discursos. Barcelona: Gredos, 2019. p. 16, 17, 18, 20, 26, 27, 59,

_______ Estamos todos locos, La salud mental que necessitamos. Barcelona, RBA Libros, 2018. p. 13, 16, 40, 62, 63, 66, 108, 134.

_______ A disparidade no amor, Um gozo silencioso, In: Curinga. EBP-MG:  núm. 24, 2007. p. 1, 2.

_______ A batalha do autismo, da clínica à política, Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2014. p. 15, 80, 86, 87, 88, 101, 156.

_______ (Org.) Lacan e los discursos, Buenos Aires: Ediciones Manantial, 1992. p. 42.

_______ L´unarisme lacanien et le multiple des condutes sexuelles, In: Lacan Quotidien, no. 865, 2020, lacanquotidien.fr.

_______ A interpretação da escuta ao escrito, XXIV Encontro Brasileiro do Campo Freudiano, Analista presente, In: Correio. EBP: núm. 87, p. 61. Abril 2022.

________ O semblante, a causa e a relação sexual, In: Opção lacaniana, núm. 56/57, p. 78. 2009.

_________ Laurent cita Lacan, In: Événements de dire, In: L´Événement c´est demain!,  Revue de psychanalyse de l´École de la Cause freudienne, no. 100, p. 67.

_________ Événements de dire, In: L´Événement c´est demain!, Revue de psychanalyse de l´École de la Cause freudienne, no. 100, p. 69.

_________ Posiciones femeninas del ser, Tres Haches, Buenos Aires, 1999, p. 8, 21.

 

Comentadores

ACUÑA, Enrique. Resonancia y Silencio – Psicoanálisis y otras políticas. Buenos Aires: EUNP, 2009.

BATISTA, Maria do Carmo Dias. Leituras. In: Site do XII Congresso da AMP.

BERENGER, Enric. Silencio (descontinuidad). In: La libertad de pluma. Año 5, n. 16, maio 2022. Disponível em: http://lalibertaddepluma.org/enric-berenguer-silencio-discontinuidad/

BLANCARD, Marie-Hélène. O real como impossível de dizer. In: OpçãoLacaniana On-line, n. 12, nov. 2013.

ESPERANZA, Graciela. El silencio del falo. In: Revista El Caldero, n. 11. Buenos Aires, 2009. p. 48.

ESPERANZA, Graciela. A força do silêncio. In: Scilicet – os objetos a na experiência psicanalítica. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2008. p. 319.

HORNE, Bernardino. A palavraquenasce do silêncio. In: OpçãoLacaniana: RevistaBrasileiraInternacional de Psicanálise. São Paulo: EdiçõesEolia, n. 84, fev. 2022.

LESERRE, Aníbal. O destino do silêncio. In: Opção Lacaniana: Revista Brasileira Internacional de Psicanálise. São Paulo: Edições Eolia, n. 21, abr. 1998.

PORGE, Eric. Modulações da voz, do grito e do silêncio. In: Voz do Eco. Campinas: Ed. Mercado Letras, 2014. p. 108.

SHANAHAN, Florencia F. C. Desejo de silêncio, silêncio falante. In: Boletim Infamiliar – Boletim do XXIII Encontro Brasileiro do Campo Freudiano, 20 jan. 21. https://www.encontrobrasileiro2020.com.br/desejo-de-silencio-silencio-falante/

SINATRA, Ernesto. Elsaberocupalugar. In: Las entrevistaspreliminares y la entrada en análisis. Olivos: GramaEdiciones, 2017. p. 162-163, p. 166.

VIEIRA, Marcus André. Silêncio (issonão é um silêncio). In: OpçãoLacaniana On-line, n. 11, jul. 2013. p. 6

ZULIANI, Éric. Introducción al Proyecto de reglamento del pase. In: Blog del pase de la EOL. p. 2.

 

Testemunhos de passe

CUNHA, Luis Fernando Carrijo da. O que, de um acontecimento (traumático), ressoa no corpo?. In: Opção Lacaniana: Revista Brasileira Internacional de Psicanálise. São Paulo: Edições Eolia, n. 75/76, maio 2017. p. 147.

GUIMARÃES, Lêda. O silêncio que se rompe. In: Aposta no passe: seguido de 15 testemunhos de Analistas da Escola. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2018. p. 151.

MATTOS, Sérgio de. A escuta entre um ouvido e Outro. Inédito. p. 1

MILDINER, Kuky. O silêncio esvaziado do olhar: um dizer de outra maneira. In: Opção Lacaniana: Revista Brasileira Internacional de Psicanálise. São Paulo: Edições Eolia, n. 73, ago 2016. p. 151.

REINOSO, Victoria Horne. O impacto de um silêncio. In: Correio: Revista da Escola Brasileira de Psicanálise, n. 87, abril 2022. p. 126.

VENTURA, Oscar. Silêncio, memória, ruído… e esquecimento. In: Agente: revista de psicanálise. Salvador: Escola Brasileira de Psicanálise Seção Bahia, n. 17, set 2018. p. 125-133.

VIEIRA, Marcus André. A escrita do silêncio (voz e letra em uma análise). Rio de Janeiro: Subversos, 2018.

 

Referências sobre silêncio na literatura

DINESEN, Isak. Página em Branco. Trad. de Yader Marques. São Paulo, 2009.

BECKETT, Samuel. O inominável. São Paulo: Ed. Globo, 2009. p. 183-185.

ANDRADE, Carlos Drummond de. O constante diálogo. In: Discurso de Primavera e algumas sombras. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.

LISPECTOR, Clarice. Silêncio. In: Todos os contos. MOSER, Benjamin (Org.). Rio de Janeiro: Rocco, 2016.

HOMEM, Maria Lucia. No limiar do silêncio e da letra: traços da autoria em Clarice Lispector. São Paulo: Boitempo e Edusp, 2012.

LIBRANDI, Marília. Escrever de ouvido: Clarice Lispector e os romances da escuta. Trad. de Jamille Pinheiro Dias e Sheyla Miranda. Belo Horizonte: Relicário, 2020.

PINHEIRO, Fátima. sim, é. Curitiba: Blanche, 2020. p. 77 e p. 114.

ROSA, Guimarães. Grande sertão: veredas. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1994. p. 504.

ERNAUX, Annie. Os anos. São Paulo: Fósforo Editora, 2021. p. 11.

LEMINSKI, Paulo. Toda Poesia. Rio de Janeiro: Companhia das Letras, 2013. p. 289 e p. 347.

POE, Edgar Allan. A fábula do silêncio. In: Gazeta da tarde, 10 de abril de 1890. Rio de Janeiro.

NIETZSCHE, Friedrich. A hora silenciosa. In: Assim falou Zaratustra: um livro para todos e para ninguém. Trad. de Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2011, p. 139-140.

COUTO, Mia. Eu, Mwanito, o afinador de silêncios. Livro um. In: Antes de nascer o mundo. São Paulo: Companhia das Letras, 2009, p.9.