Exibindo 1–12 de 26 resultados

Um Real para Século XXI

R$ 65,00

Trata-se de deixar para tras o século XX, afim de renovar nossa pratica no mundo, ele mesmo suficiente reestruturado por dois fatores históricos eles são: O da Ciência e o do Capitalismo.

AUTOR: Jacques-Alain Miller

Carta a Bernard Accoyer e à opinião esclarecida

R$ 32,50

Emenda 336 – Extraído do Jornal Oficial da Republica Francesa

AUTOR: Jacques-Alain Miller

CAUSA Y CONSENTIMIENTO

R$ 259,00

Resumo: Desde as primeiras linhas, este curso institui uma bússola: a orientação transferencial a Lacan. A sua perspetiva articula o tripé clínico, político e epistêmico, suporte da nossa prática, que evoca que a nossa ação é sustentada por uma ética que vai contra o hábito e a rotina, na medida em que valoriza a função do desejo decidido como efeito de um causa, o objeto a, que não pode ser explicado pela razão. Sua consistência é evidenciada sobre o fundo de uma descontinuidade. Se a lei é a continuidade, a causa introduz o heterogêneo. Causa e consentimento é um binário consistente que funda a fórmula “Somos sempre responsáveis por nossa condição de sujeitos” – pedra basal para o consentimento da posição subjetiva. Sua perspectiva clínica nos submerge em considerações que nenhum praticante deveria desconhecer. Conceitos como a responsabilidade do analista, o status da demanda e o papel das entrevistas preliminares encontram toda a sua importância neste curso. Destaca-se também o valor da interpretação, que não depende da aprovação do analisando, mas se baseia na expulsão do consentimento do sujeito quanto ao campo da estrutura, a fim de nos orientar na busca da causa, que é antes de tudo a causa do mal. É ela quem impulsiona a análise, como preâmbulo para mostrar a causa do desejo em seu laço com o gozo – condição necessária para que o trabalho analítico proceda à hystoerização do analisante. Texto: Oscar Zack Tradução: Ivone Maia

CREENCIAS

R$ 65,00

Índice

Prólogo
Paula Rodríguez Acquarone

Breve comentário a propósito de Antônio Machado
por Paula Gil

I

El Otro sin Otro
Jacques-Alain Miller

Lógica del cuerpo hablante en la civilización
Éric Laurent

II

Creencia, increencia y ateísmo: clínica de la creencia
Silvia Baudini

La orientación por lo real, no sin la creencia
Florencia Dassen

La grieta es una discordia que no es como las otras
Juan Carlos Indart

Las creencias en la experiencia analítica
Irene Kuperwajs

¿En qué creen los místicos?
Claudia Lazaro

Un ateísmo viable
Patricia Moraga

Sobre la creencia y la identificación
Silvia Ons

Clínica de la creencia
Gabriel Racki

Creencia… en el síntoma
Luis Tudanca

¿En qué creen los que no creen?
Paula Vallejo

Entrevista a Dalila Arpin
por Perla Drechsler

DEL SÍNTOMA AL FANTASMA Y RETORNO

R$ 179,00

Resumo: Este curso foi precedido por uma conferência diante do próprio Lacan no Encontro Internacional de Caracas. Foi um encontro que marcou um antes e um depois na conformação do Campo Freudiano. A busca de Miller é decididamente orientada pelo que, como praticante, ele busca obter em uma cura psicanalítica. Trata-se de ir mais além de “A instância da letra no inconsciente ou da razão desde Freud” a partir dos conceitos de objeto a e o campo do gozo. Não é por acaso que ele se serve do Freud da segunda tópica. Partindo da formulação princeps de conceber o final da análise em termos da travessia da fantasia, o curso é concebido tal e qual a direção da cura: do sintoma ao fantasma, com a promoção do objeto a no núcleo da elaboração. Desse modo, Miller nos apresenta o “Outro Lacan”. Se trata de por em funcionamento no fantasma as peças separadas do corpo que são os objetos a, e colocá-lo à prova no paradigma freudiano de “bate-se numa criança”. A fantasia rechaça que não há relação sexual, pois busca construí-la por meio do objeto. Porque isso? “A boa repressão neurótica também se baseia na Verwerfung, na foraclusão um significante. Portanto, devemos propor uma Verwerfung do significante unário que funda a psicose humana ”. Esta formulação luminosa de Miller vai antecipar uma clínica não estruturalista. Texto: Osvaldo Delgado Tradução: Ivone Maia

EL LUGAR Y EL LAZO

R$ 200,00

O Lugar e o Laço evidencia a promoção do sintoma como referência clínica em termos de sinthome (o qual responde à orientação para o real, que nomeia o fora de sentido), que põe em evidência o que Lacan tinha proposto como autonomia e prevalência do simbólico sobre o imaginário e o real, estabelecendo a homogeneidade dos três registros. Destacando que essa equivalência desperta do sonho estruturalista de uma ordem, um universo de regras. Então, ali onde se encontrava a ordem simbólica como armadura e referência do sujeito, se inscreve a expressão modo de gozar.
Uma ordem sintomática, em que o próprio sintoma é a regra que instaura uma tensão entre o sintoma-mensagem, ponto de partida do ensino de Lacan, e que, enquanto recalcado é interpretável, e o sintoma modo de gozar, referência de seu último ensino, que não é interpretável como tal.
Esta concepção segundo a qual a verdade é o Um e não o Outro, que prefere o real, que introduz a noção de lalíngua, que inclui a referência ao vivente, e que não se guia pelo Nome do Pai, conduz Jacques -Alain Miller neste curso a revisar de uma maneira comovente o que Lacan havia mostrado.