Exibindo 109–120 de 193 resultados

LA EXPERIENCIA DE LO REAL EN LA CURA PSICOANALÍTICA

Resumo: “Neste curso sobre “ A experiência do real na cura psicanalítica”, Jacques-Alain Miller percorre as distintas escansões no ensino de Jacques Lacan referentes à experiência do real. Ao longo desse percurso, Jacques-Alain Miller aborda conceitos fundamentais da prática psicanalítica como defesa, recalque, sintoma, gozo e pulsão, e em seguida, os seis paradigmas do gozo. Tais desenvolvimentos culminarão na noção de corpo vivo para a psicanálise, isto é, um corpo afetado pelo gozo. Se trata da incidência da língua no ser falante que deixam marcas no corpo, que o perturbam e que produzem sintomas”.

LATUSA 20: UM CORPO QUE NASCE

R$ 50,00

A afirmação de que um corpo é bem relativo, inicia o editorial de Romildo. Trata-se neste número de Latusa de tomar o tema do corpo buscando extrair os efeitos dos discursos sobre os modos como como os falasseres experimentam o fato de terem um corpo. Se na teoria da clínica as formulações sobre o corpo, entre o Outro e o objeto a, entre o real e o semblante, encontram com a afirmação de Lacan de que o corpo é um mistério, neste número encontramos também testemunhos que nos ensinam sobre os artifícios de que cada um se serve para habitar sua existência.

Palavras-chaves: Corpo. Falasser. Outro. Objeto a. Discursos.

LATUSA 24: ACORDAR PRA QUÊ?

R$ 55,00

Acordar para quê? Ainda é possível sonhar com um futuro quando a realidade atual já se apresenta distópica? Gênero que ganha cada dia mais espaço, a distopia tece, ao falar do futuro, uma crítica árida aos nossos costumes e situações cotidianas. Falamos de uma visão de futuro sombrio, que de modo especial põe em xeque tanto os limites entre ficção e realidade, quanto ao que chamamos de despertar e de adormecimento na vida em vigília.

Palavras chaves: Sonho, Distopia, Inconsciente, Real

LO FEMENINO ENTRE CENTRO Y AUSÊNCIA

Entre centro e ausência, o feminino nomeia o que não seria necessário existir, esse ponto cego que localiza, sempre sem sucesso, a alteridade radical que define o gozo do Outro. Por isso geralmente é segregado como estranho. Longe do falocentrismo freudiano e seguindo a orientação lacaniana, Miquel Bassols nos apresenta neste livro as diversas formas em que o feminino abre um espaço que já não podia mais funcionar na lógica da presença-ausência, nesse ‘entre’ que dá lugar a um espaço impossível de percorrer, o feminino que faz explodir, hoje mais do que nunca, o império da cifra e da exatidão que comanda o discurso da ciência.

MUJERES EN MOVIMIENTO – EROTICAS DE UN SIGLO A OTRO

Resumo: Graciela Musachi destaca o peso do feminismo inserido na cultura ocidental, a partir da relação entre homens e mulheres na contemporaneidade. A autora trata também da origem do feminismo, da sua eclosão em diversos feminismos, e dos seus encontros e desencontros com a psicanálise. Os enunciados lacanianos: “a relação sexual não existe”, “o gozo sexual feminino se experimenta e não se pode dizê-lo”, ou a “a mulher não existe” são abordados tanto pela novidade na qual Lacan respondeu ao feminismo, como também pelas críticas que recebeu.