Exibindo 13–24 de 62 resultados

ARQUIVOS DA BIBLIOTECA N. 15

R$ 45,00

Este número de Arquivos da Biblioteca traz uma novidade, a utilização do código Qr. Trata-se de um recurso que decidimos experimentar impulsionados por algumas razões, entre elas, a própria construção deste número da revista. A marca de registros oriundos do trabalho de preparação para o EBCF XXII e de conversações realizadas na Seção Rio, ganha relevo. Indo além da voz do texto, o leitor poderá experimentar uma travessia entre o plano físico e o virtual, alcançando outras margens.

Esgotado

ARQUIVOS DA BIBLIOTECA N. 9

R$ 30,00

Neste número de Arquivos percorremos com os autores alguns horizontes do feminino na psicanálise, entre excessos e sutilezas, tema que nomeou as XXI Jornadas Clínicas da Seção Rio. Os textos tratam da política da psicanálise, interrogando o analista, seja homem ou mulher, a partir do real. À luz do real da sexuação, o feminino deixa sua marca nos escritos que transitam do “casamento para todos”, o casamento gay, ao “não há relação”, aforismo de Lacan.

Índice – clique aqui

Esgotado

CARTA DE SÃO PAULO

R$ 50,00

A Carta de São Paulo – Ano 27, Nº 1 – Maio de 2020 é uma revista da Escola Brasileira de Psicanálise – Seção São Paulo. Este número agrupa, prioritariamente, os trabalhos apresentados nas IX Jornadas da EBP-SP – “Solidão”, ocorridas em São Paulo nos dias 18 e 19 de outubro de 2019. Além dos textos de Membros da EBP de diversas
Seções, inclui também as produções de Marie-Hélène Brouse (ECF), Clara Holguin (NEL) e Philippe La Sagna (ECF), bem como os testemunhos de passe de Sandra Arruda Grostein e Maria Josefina Sota Fuentes, comentados por Marie-Hélène Brousse.

Palavras chaves: solidão, segregação, laço social, gozo, Um, final de análise

CAUSA Y CONSENTIMIENTO

R$ 218,00

Resumo: Desde as primeiras linhas, este curso institui uma bússola: a orientação transferencial a Lacan. A sua perspetiva articula o tripé clínico, político e epistêmico, suporte da nossa prática, que evoca que a nossa ação é sustentada por uma ética que vai contra o hábito e a rotina, na medida em que valoriza a função do desejo decidido como efeito de um causa, o objeto a, que não pode ser explicado pela razão. Sua consistência é evidenciada sobre o fundo de uma descontinuidade. Se a lei é a continuidade, a causa introduz o heterogêneo. Causa e consentimento é um binário consistente que funda a fórmula “Somos sempre responsáveis por nossa condição de sujeitos” – pedra basal para o consentimento da posição subjetiva. Sua perspectiva clínica nos submerge em considerações que nenhum praticante deveria desconhecer. Conceitos como a responsabilidade do analista, o status da demanda e o papel das entrevistas preliminares encontram toda a sua importância neste curso. Destaca-se também o valor da interpretação, que não depende da aprovação do analisando, mas se baseia na expulsão do consentimento do sujeito quanto ao campo da estrutura, a fim de nos orientar na busca da causa, que é antes de tudo a causa do mal. É ela quem impulsiona a análise, como preâmbulo para mostrar a causa do desejo em seu laço com o gozo – condição necessária para que o trabalho analítico proceda à hystoerização do analisante. Texto: Oscar Zack Tradução: Ivone Maia

DA PALAVRA AO GESTO DO ANALISTA

R$ 88,00

as percepções do autor, Jorge Forbes, sobre as mudanças na clínica. Não existia, até então, uma bibliografia sobre o que hoje é chamada de Clínica do Real, ou segunda clínica de Lacan. Como houve boa aceitação e o livro foi se esgotando, tornando-se cada vez mais raro, esta nova edição não é muito diferente da original e manteve seu estilo oral, posto se tratar de um seminário estabelecido em texto, e o viço do tempo da descoberta de uma revolução clínica que o marcou.

DEL ESTRAGO AL SINTOMA UNA APUESTA CLINICA

R$ 40,00

(…) uma mulher para aceder a sua feminilidade, atravessa o que Lacan chamou de ‘odioenamoramento’, ambivalência do laço pré-edípico com a mãe. Se uma mulher não o atravessa, se não se separa e rompe com esse desdobramento, não poderá aceder a sua feminilidade.

DEL SÍNTOMA AL FANTASMA Y RETORNO

R$ 152,00

Resumo: Este curso foi precedido por uma conferência diante do próprio Lacan no Encontro Internacional de Caracas. Foi um encontro que marcou um antes e um depois na conformação do Campo Freudiano. A busca de Miller é decididamente orientada pelo que, como praticante, ele busca obter em uma cura psicanalítica. Trata-se de ir mais além de “A instância da letra no inconsciente ou da razão desde Freud” a partir dos conceitos de objeto a e o campo do gozo. Não é por acaso que ele se serve do Freud da segunda tópica. Partindo da formulação princeps de conceber o final da análise em termos da travessia da fantasia, o curso é concebido tal e qual a direção da cura: do sintoma ao fantasma, com a promoção do objeto a no núcleo da elaboração. Desse modo, Miller nos apresenta o “Outro Lacan”. Se trata de por em funcionamento no fantasma as peças separadas do corpo que são os objetos a, e colocá-lo à prova no paradigma freudiano de “bate-se numa criança”. A fantasia rechaça que não há relação sexual, pois busca construí-la por meio do objeto. Porque isso? “A boa repressão neurótica também se baseia na Verwerfung, na foraclusão um significante. Portanto, devemos propor uma Verwerfung do significante unário que funda a psicose humana ”. Esta formulação luminosa de Miller vai antecipar uma clínica não estruturalista. Texto: Osvaldo Delgado Tradução: Ivone Maia

EL AMOR, AÚN. UNA LECTURA DEL SEMINÁRIO 20 Y SUS FUENTES ANTIGUAS

R$ 50,00

O leitor atento estará muito bem acompanhado por Carmen nessa compreensão sem entender tão rápido o que Lacan colocou como condição da formação do psicanalista. E assim você encontrará nestas páginas uma leitura sábia – uma leitura persistente, insistente, consistente, passo a passo – de um Seminário Lacan que deve ser abordado, mesmo que seja a primeira vez, sabendo que não se entende como pensamos entender, e sem querer entender muito rapidamente o que, no entanto, já sabemos.

Miquel Bassols

Esgotado