Exibindo 1–12 de 14 resultados

POR ONDE ANDARÃO AS HISTÉRICAS DE OUTROURA? UM ESTUDO LACANIANO SOBRE AS HISTERIAS

R$ 60,00

Neste estudo lacaniano sobre as histerias, retoma-se a leitura freudiana à luz do ensino
de Lacan, no qual a histeria se desdobra em discurso histérico, linguisteria, histeria rígida,
histeria perfeita e, finalmente, em uma apresentação a partir da clínica nodal, que leva à hipótese
de uma histeria sinthomática.

Palavras chaves: Histeria, Freud, Lacan, Histeria Rígida, Histeria Perfeita, Histeria Sinthomática

A NEUROSE OBSESSIVA NO FEMININO

R$ 45,00

As elaborações sobre a neurose obsessiva no feminino apresentadas neste livro são frutos de uma pesquisa realizada sobre a neurose obsessiva nas mulheres, por um lado, e a relação da neurose obsessiva com o gozo feminino, por outro, tendo como horizonte uma discussão sobre a queda do falocentrismo e suas consequências para a psicanálise.

Autora: Elisa Alvarenga

A distinção do autismo

R$ 49,90

Rosine e Robert Lefort abordam o autismo a partir de referências clínicas que lhes são asseguradas pelo ensino de Jacques Lacan. A clínica verifica a medida dessas referências. Como os analistas não podem deixar de fazer, Rosine e Robert Lefort sustentam esta orientação do lugar que lhes é próprio: confrontados a um autista, eles levam a sério seu estatuto de sujeito, ou seja, de ser falante. Eles assumem, desse modo, a transmissão de sua experiência clínica, da qual prestam conta incansavelmente, como seus trabalhos precedentes o atestam.

Palavras-chave: autismo, psicanalise, autista; clínica, relicario

AMORES LOUCOS. A DEVASTAÇÃO MATERNA E NAS PARCERIAS AMOROSAS

R$ 45,00

Para Freud, a devastação estaria relacionada ao destino do falo na menina. Lacan avança mais além dessa articulação fálica, ao perceber que o falo não satura o campo do gozo na sexualidade feminina. O termo devastação aparece como consequência da inexistência de um significante que defina A mulher. Neste livro, o depoimento de um passe e a análise de um romance literário revelam algumas possíveis saídas para a devastação, no caso de qualquer sujeito que se depare com a ausência do significante d’A mulher.

Palavras chaves: gozo fálico, gozo feminino, devastação, parcerias amorosas

DA PALAVRA AO GESTO DO ANALISTA

R$ 88,00

as percepções do autor, Jorge Forbes, sobre as mudanças na clínica. Não existia, até então, uma bibliografia sobre o que hoje é chamada de Clínica do Real, ou segunda clínica de Lacan. Como houve boa aceitação e o livro foi se esgotando, tornando-se cada vez mais raro, esta nova edição não é muito diferente da original e manteve seu estilo oral, posto se tratar de um seminário estabelecido em texto, e o viço do tempo da descoberta de uma revolução clínica que o marcou.

FAZER CAPUT

R$ 80,00

Esta publicação apresenta a conclusão de um ciclo de trabalho de 3 anos, em torno da invenção de um território lacaniano, o CAPUT, serviço pioneiro na Saúde Mental de Belo Horizonte, projeto de experimentação de uma nova tecnologia psicossocial; e de aplicação da psicanálise em um contexto novo, a clínica da adolescência em situação de vulnerabilidade psíquica e social com histórico de abuso de drogas.

Palavras chaves: psicanálise, adolescência, drogas, instituição, sintomas contemporâneos

Fundamentos da prática lacaniana – risco e corpo

R$ 45,90

“Fundamentos da prática lacaniana: risco e corpo”, de Angelina Harari, aborda a prática da psicanálise de orientação lacaniana e seus fundamentos, confrontando-os com os desafios da contemporaneidade, que nos convocam a buscar novas soluções para os impasses com que nos deparamos cada vez mais: os novos sintomas, que parecem ir na contramão da prática da palavra como tratamento, em especial as toxicomanias. Como a autora aborda esse desafio?

Palavras-chave: lacan, psicanalise, lacaniana; corpo, risco, relicario

O que esse menino tem? – sobre alunos que não aprendem e a intervenção da psicanálise na escola

R$ 45,90

Este livro surgiu do desejo de divulgar possíveis ações do psicanalista no campo da Educação, mediante intervenções, propostas pela professora Ana Lydia Santiago, que se baseiam na teoria da inibição intelectual e na Clínica Pragmática, prática de aplicação da psicanálise. Tais ações visam, essencialmente, a destrinchar o sintoma do fracasso escolar ou, mais precisamente, incidir sobre formas sintomáticas que se manifestam em crianças e jovens durante a trajetória escolar e resistem a quaisquer intervenções pedagógicas implementadas, a ponto de inviabilizar, muitas vezes, a própria escolaridade.

Palavras-chave: educação, escola, psicanalise, relicario

O TEMPO E A CURA NA CLÍNICA PSICANALÍTICA

R$ 60,00

Ao abordarmos os aspectos distintos que o tempo possui na trajetória analítica, sobretudo naquilo que envolve o singular na lógica que estabelece a experiência com o inconsciente, trazemos a investigação que implica o tempo em sua relação com a matéria, a distância e o espaço no dispositivo analítico. Trata-se de investigar, a partir das intervenções dos colegas, o tempo sobre o qual a ética da psicanálise, a rigor, se sustenta, pelo viés do manejo que precipita a ascensão de um desejo em detrimento de uma garantia da paz.

Esgotado

PSICANÁLISE – A CLÍNICA DO REAL

R$ 136,00

A obra organiza-se de acordo com os tempos de um tratamento analítico: a entrada em análise, a condução do tratamento, as dificuldades de percurso e os finais da análise. Seu conteúdo reflete um extenso debate sobre temas fundamentais à prática da psicanálise no século XXI: – Como se entra em análise? – Será a partir da relação do sujeito com seu gozo, que o faz se embrulhar com o real? – Como o analista desse novo tempo dirige o tratamento? – Uma análise é para saber mais de si, para errar menos, ou é para levar a pessoa a descobrir que o saber é sempre incompleto e que a vida é um contrato de risco? – Quais as dificuldades do caminho? – O que é um final de análise? – Como se dá o término de um tratamento? Com conteúdo editado pelo psicanalista e médico psiquiatra Jorge Forbes e organizado pela professora doutora e psicanalista Claudia Riolfi, os autores, todos pertencentes à rede dos Institutos do Campo Freudiano no Brasil, prioritariamente ao Instituto da Psicanálise Lacaniana, ousaram vir a público expor como estão pensando e praticando a psicanálise no século XXI.