Exibindo todos 5 resultados

A NEUROSE OBSESSIVA NO FEMININO

R$ 40,00

As elaborações sobre a neurose obsessiva no feminino apresentadas neste livro são frutos de uma pesquisa realizada sobre a neurose obsessiva nas mulheres, por um lado, e a relação da neurose obsessiva com o gozo feminino, por outro, tendo como horizonte uma discussão sobre a queda do falocentrismo e suas consequências para a psicanálise.

Autora: Elisa Alvarenga

Sale!

ENCONTROS COM CÉLIO GARCIA

R$ 100,00 R$ 80,00
Veja sua lista de desejos!

“POR ONDE ANDARÃO AS HISTÉRICAS DE OUTRORA?”

R$ 60,00

Orientando-se pela pergunta de Lacan, “Por onde andarão as histéricas de outrora?, além de construir algumas possíveis respostas,  a autora resgata o percurso que nos leva das histéricas freudianas às histéricas lacanianas. Com essas últimas, tal como apresentadas por Lacan nos anos setenta, postula a existência de uma histeria sinthomática, de uma histeria que se desloca dos tempos do Outro para os tempos do Um-Sozinho.

AUTORA: Márcia Rosa

Veja sua lista de desejos!

AGENTE Nº 18

R$ 50,00

Recolher no duplo sentido da palavra. Eis o propósito da Agente 18 que vocês têm entre as mãos. Colhe os frutos do trabalhado em 2018 na Seção Bahia da EBP e reúne intimamente o que de outro modo permaneceria disperso. Também nos servimos do sentido dicionarizado de deixar o lugar onde se estava, para ir abrigar-se, ficar sozinho num local privado, íntimo. A intimidade opaca da vida de momentos de vida da Seção Bahia nesse objeto êxtimo que oferecemos para vocês leitores.

Agente n.18 Revista da Seção Bahia da Escola Brasileira de Psicanálise, 2019.

CORREIO 82

R$ 40,00

As Ressonâncias dos Discursos.

“Vivemos em um mundo inteiramente Unheimlich” . O corpo, a tecnica, o judeu, a feminilidade, figuras do Unheimlichkeit que Jean-Luc Nancy convida alternadamente à sua reflexão, a fim de interrogar o mundo no qual vivemos. elas são o signo de uma época conturbada, que vê declinar a ordem simbólica, bala as relações sociais e “remodela os grandes aspectos da vida”? Da experiencia do estranho ao mais intimo – com o transplante, as figuras de alternidade rejeitadas pelo corpo social, o judeu, o feminino, do real do sexo ao incontrolável do Trieb.