Fale conosco: (71) 3235-9020

Cartéis

O cartel é um dos dispositivos de base da Escola de Lacan e deve funcionar como porta de entrada para a Escola. Compõe-se de três pessoas no mínimo e de cinco no máximo, sendo quatro a medida considerada certa, que se reúnem e escolhem Mais Um que, sendo qualquer Um não pode ser ninguém, nos indica Lacan. O Mais Um deve zelar pelos efeitos internos e provocar a elaboração. Resgatamos aqui a passagem de “D’Ecolage” na qual Lacan acentua o lugar do cartel como órgão de base da Escola: “Restauro em seu favor o órgão de base retomando a fundação da Escola – ou seja, o cartel – do qual, feita a experiência, aprimoro a formalização”. Seus componentes se escolhem em torno de um assunto de interesse comum, a partir do qual cada um recorta sua própria questão. Ao final de dois anos de trabalho devem se desanodar, expondo o produto de cada um. Podem participar de um cartel aqueles que praticam a psicanálise ou queiram estudá-la, sejam Membros da Escola ou não, desde que consintam com sua declaração à Escola. Os cartéis são da Escola.

O Cartel tem funcionado especialmente como um dispositivo que produz laço entre a Escola, o Instituto e as pessoas que estão aproximando-se da Orientação Lacaniana.