Biblioteca

A biblioteca é o lugar da elucidação do ato de leitura, da formação crítica do leitor. O respeito à dignidade da letra solicita a abertura do tempo de degustar os livros, uma herança da transferência de Sigmund Freud com a palavra impressa, vivificada pela disciplina do comentário, chave do ensino de Lacan.

A rede das bibliotecas que fazem parte da EBP se consolida ano a ano. As seis bibliotecas das Seções possuem um banco de dados comum de livre acesso on line e estão abertas a empréstimo e consultas, sejam presenciais ou a distância. Elas fazem parte da rede internacional FIBOL, fundada em 1990, na qualidade de membros. Com a exceção da Delegação Paraná, que também integra a FIBOL como biblioteca-membro pela excelência do seu acervo e sua vida ativa, as seis bibliotecas das outras delegações da EBP e a Biblioteca do CLIN-A São Paulo se vinculam à FIBOL na qualidade de bibliotecas em formação nos seus princípios.

A Federação Internacional de Bibliotecas de Orientação Lacaniana (FIBOL) compromete as suas bibliotecas-membros e as que se encontram em construção, tanto com a formação dos analistas em contato com os livros como com a transmissão da descoberta freudiana às comunidades nas quais elas se encontram. O funcionamento em rede é princípio fundamental desde a sua fundação em 1990, muito antes de este se tornar o significante da moda.

Queremos bibliotecas vivas, não simples depósitos de livros; bibliotecas que dependam de uma prática da escrita que dê conta da prática da leitura; bibliotecas que convidem à leitura de clássicos da psicanálise como ao acolhimento crítico das novidades, seja de livros e revistas ou de filmes e arquivos sonoros. As bibliotecas desejam gerar acontecimento para os que nelas se adentrem.

A cada dois meses publicamos o Boletim das Bibliotecas da EBP chamado BIBLIÔ, que permuta sua responsabilidade editorial entre os diretores de bibliotecas das seções e que transmite o que anima as bibliotecas da orientação lacaniana nas diferentes cidades.

Como Kafka, apostamos que o livro seja o machado que quebre o mar gelado dentro de nós. A ampliação permanente dos fundos bibliográficos é a vocação de extensão material das bibliotecas e a multiplicação de leitores que deles usufruam sua causa.

  • EQUIPE DE GESTÃO DAS BIBLIOTECAS DA EBP 2015 – 2017

    Marcela Antelo – Diretora Bibliotecas EBP
    Lêda Silva Guimarães /Diretora Biblioteca SEÇÃO RIO DE JANEIRO
    Teresinha Natal Meirelles do Prado /Diretora Biblioteca SEÇÃO SÃO PAULO
    Oscar Reymundo /Diretora Biblioteca SEÇÃO SANTA CATARINA
    Márcia Maria Rosa Vieira Luchina /Diretora Biblioteca SEÇÃO MINAS GERAIS
    Mônica Hage /Diretora Biblioteca SEÇÃO BAHIA
    Anamaria Vasconcelos /Diretora Biblioteca SEÇÃO PERNAMBUCO

    Celeste Hampton – Colaboradora
    Luiz Felipe Monteiro – Colaborador