BIBLIÔ 5 – 1ra Série

por

A- / A+

Editorial

“A psicanálise não é apenas questão de escuta, listening,
ela é também questão de leitura, reading.
No campo da linguagem, sem dúvida,
a psicanálise toma seu ponto de partida da função da palavra,
mas ela a refere à escritura.
Há uma distância entre falar e escrever, speaking and writing.
É nesta distância que opera a psicanálise,
é esta diferença que a psicanálise explora.”
Jacques-Alain Miller, Ler um sintoma.
[http://ampblog2006.blogspot.com.br/2011/08/jacques-alain-miller-ler-um-sintoma.html]

O livro é algo que se escreve. E como na leitura que faz Lacan sobre a carta/letra no conto de Poe, através dele – do conto ou do livro – algo circula e ultrapassa sua dimensão de mensagem.

O livro é, também, algo que se lê. O percurso do significante na experiência analítica culmina na redução à cifra de gozo. Para além da miragem da verdade está a fixação do gozo e a opacidade do real.

Seguindo a orientação política da FIBOL, em que as Bibliotecas funcionam como um elo prático na ação lacaniana, esta quinta edição do BIBLIÔ apresenta textos e resenhas que circunscrevem recentes publicações no âmbito da EBP.

A escrita deixa marca e a transmissão promove a leitura crítica, movimentando debates. Nesta edição, o livro está presente nos lançamentos, nas atividades propostas pelas Diretorias e Coordenações de Biblioteca, ou seja, está em seu justo lugar!

Boa leitura!

Ana Martha Maia

BIBLIÔ 5 – 1ra SERIE